PETIÇÃO DE DEMOLAY’S E MAÇONS DA ORDEM DEMOLAY BRASILEIRA

Ao Grão-Mestre do Grande Oriente Paulista,

 

Recentemente, DeMolay’s e Maçons de todo o país foram tomados de triste surpresa pelos atos de Rodrigo de La Vielle Arisa, Sênior DeMolay, Mestre Maçom e Grande Secretário Adjunto de Entidades Paramaçônicas do Grande Oriente Paulista, a seguir descritos.

O Irmão Rodrigo Arisa era administrador do grupo virtual, na rede social Facebook, denominado “Ordem DeMolay - SCDB”, um espaço de discussão e conexão de relevância nacional, congregando atualmente 11.651 membros, dentre DeMolay’s e Maçons. 

Dentre as diversas temáticas que pautavam o grupo, naturalmente veio à tona o tema anual adotado pelo Supremo Conselho DeMolay Brasil para a discussão nos Capítulos durante o biênio 2020-2021: “Diversidade na Ordem DeMolay: construindo respeito, derrubando barreiras”. Motivados por esta relevante pauta nacional, diversos DeMolay’s trouxeram discussões e divulgaram palestras buscando tratar da diversidade na sociedade brasileira e na própria Ordem DeMolay.

Ocorre que, como séculos de história humana nos atestam, o progresso de ideias raramente sói vir desacompanhado de uma forte reação pelo obscurantismo enraizado por força do hábito em grande parcela da sociedade. Mesmo no seio de uma Ordem cujo valor central e fundador é a tolerância, infelizmente não foi diferente. Diversos membros do grupo mostraram-se desconfortáveis com a temática trazida, em particular com discussões sobre identidade de gênero e homofobia. Alegavam tempos passados mais simples, em que não se tratava dessas questões, talvez se olvidando que pertenciam a uma ordem progressista. O desconforto logo transformou-se em aberta hostilidade, com troca de insultos e desacatos. Alguns membros, despindo-se de maior civilidade, partiram a ataque insidioso contra homossexuais e a pauta LGBT. No cúmulo da tensão, um membro, recusando-se a chamar seus confrades de irmãos, chegou a afirmar que a Ordem DeMolay teria perdido sua função e utilidade em razão da discussão sobre diversidade, deflagrando ávida altercação. 

Os demais membros do grupo ficaram conspicuamente chocados com tais aviltantes manifestações, em retrógrada direção em relação ao tema anual proposto pelo Supremo Conselho. As alegações de que o tema não conviria à discussão na Ordem DeMolay mostravam-se um subterfúgio à ignorância e o recurso a um distante passado denotava uma franca oposição à marcha do progresso e ao arejamento dos novos tempos. Tergiversando em face à luz do debate racional, os agressores continuavam inexoráveis em falas de homofobia e intolerância.

Nesse contexto, esperava-se uma positiva intervenção do irmão Rodrigo Arisa, em resgate da racionalidade e do respeito naquele importante grupo. Inobstante, inexplicavelmente, referido irmão, em um acesso de puerilidade, empreendeu-se em sistemática censura de publicações e expulsão de membros que defendessem a pauta da diversidade. Por outro lado, preservava intocados os que proferiam votos de homofobia e de silenciamento.

Como pináculo de seu oprobrioso empreendimento, Rodrigo Arisa viu-se na licença de simplesmente alterar a denominação do grupo, sem questionar nenhum de seus onze mil membros, de “Ordem DeMolay - SCDB” para “Palco de Lacradores”. Foi uma conduta de um ultraje abismante. O irmão Rodrigo vislumbrou-se no direito de profanar o nome de uma instituição secular, ridicularizando suas atividades. Achou por certo, ainda, reduzir o tema anual adotado pelo Supremo Conselho DeMolay Brasil, após eleição pelos Mestres Conselheiros Estaduais de toda as unidades federativas, e trazido à tona por centenas de Capítulos DeMolay, como atividade de “lacradores”. Ao fazê-lo, indiferentemente, insultou os onze mil membros do grupo e, em particular, aqueles que buscavam trazer um debate salutar em cumprimento ao tema anual, rotulando todos de “lacradores”. Trata-se de contumélia de sobre-horrendo desrespeito, inferiorizando e expondo ao cômico os trabalhos da Ordem DeMolay, da qual o irmão considera-se membro.

Tal atitude, verdadeiramente, chocou a todos, considerando que se trata de um membro antigo de nossa Ordem, tendo chegado a ser agraciado com a elevada honraria de Chevalier.  A chacota perpetrada não poderia ser mais incompatível com os títulos do irmão e, lamentavelmente, depõe contra sua jornada em nossa ordem. Reputamos que as distinções de um irmão não podem servir de excusas para suas condutas, em uma presunção de valorosidade, mas, pelo contrário, somente tornam mais gravosos seus vitupérios. 

O irmão Rodrigo Arisa foi recentemente nomeado como Grande Secretário Adjunto de Entidades Paramaçônicas do Grande Oriente Paulista. Em que pese as elevadas razões que devam ter conduzido a sua nomeação, consideramos que as ações recentes do irmão demonstraram seu mais pleno despreparo para o insigne posto que ocupa. Conquanto Rodrigo Arisa tenha passado pelas fileiras da Ordem DeMolay, revela hoje puro desrespeito  pelo trabalho que vem sendo desenvolvido por milhares de jovens em toda a nação. Opõe-se a uma temática fundamental dos nossos tempos, imprescindível para o progresso e para a evolução da humanidade, defendidos arduamente pela Ordem DeMolay. 

Por todo o exposto, estamos confiantes que o Grande Oriente Paulista também deve estar impactado pela conduta indecorosa de referido irmão, que frustrou as altas expectativas a ele confiadas. Acreditamos que, em suas ações, o irmão serviu apenas a engendrar a harmonia de nossos trabalho, constituindo um empecilho para a salutar cooperação desenvolvida entre a Maçonaria Paulista e as ordens paramaçônicas durante tantos anos. 

Portanto, vimos, muito respeitosamente, solicitar um posicionamento acerca do ocorrido por parte do Grande Oriente Paulista, bem como quanto às medidas cabíveis em consequência da conduta do irmão Rodrigo Arisa. 

Por fim, aproveitamos o ensejo para renovar nossos votos de mais elevada estima e consideração por este Grande Oriente e pelos valorosos tios que dele fazem parte. 

São Paulo, 21 de Novembro de 2020.  


Membros da Ordem DeMolay e Maçonaria    Contactar o autor da petição

Assine esta Petição

Ao assinar, eu autorizo Membros da Ordem DeMolay e Maçonaria a entregar a minha assinatura àqueles que têm poder nesta matéria.


OU

Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua assinatura. Para se assegurar de que recebe os nossos emails, por favor, adicione o info@peticao.online à sua lista de contactos ou à lista de remetentes seguros.

Tenha em atenção que não pode confirmar a sua assinatura respondendo a esta mensagem.




Publicidade Paga

Anunciaremos esta petição a 3000 pessoas.

Saber mais...

Facebook