NÃO A IMPOSIÇÃO DO "PASSAPORTE DA VACINA" NA IECLB

Para:
- Conselho da Igreja (CI).
- Pastora Sílvia Beatrice Genz, presidente da IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil.

Após ser lançado pela presidência da IECLB carta onde "conclamam pais e mães a vacinares seus filhos, e dizerem que está comprovado que a vacinação é "arma adequada" para enfrentar o "vírus mortal", apesar de manifestar que que é "salutar" (ou seja benéfico) questionar a eficiência de vacinas e medicamentos, dizem ainda na carta que a imunização ajuda a "interromper a circulação do vírus" (o que sabemos que não é verdade) já que existem variantes e a vacinação está longe de ser 100% efetiva;

PERCEBEMOS VÁRIOS CASOS DE IMPOSIÇÃO DE "PASSAPORTE DA VACINAÇÃO" PARA MEMBROS DA IECLB PARTICIPAREM DE ATIVIDADES NAS COMUNIDADES, INCLUSIVE EXIGINDO DE CRIANÇAS!

Na referida carta reconhecem que a vacinação está sendo um TESTE, e aí que vem o maior problema "conclamar (convocar) pais a vacinarem crianças" para este teste, sendo que foi previamente desaconselhado pela OMS e a ONU a OBRIGATORIEDADE de tal vacinação. Além disso tudo sabemos que os casos de complicações pós vacinação não param de aumentar e não conhecemos plenamente as consequências disso! Assim como as farmacêutiacas que sde isentaram das reações adversas a IECLB também vai se isentar de sua responsabilidade no futuro?!

Lembrando por exemplo que a agência de saúde da Suécia (país onde a IECLB tem "grandes" parceiros) decidiu não recomendar que crianças de 5 a 11 anos sejam vacinadas contra a Covid-19. “Com o conhecimento que temos hoje, com um baixo risco de doença grave para as crianças, não vemos nenhum benefício claro em vaciná-las”, afirmou nesta quinta-feira (27) a presidente da agência, Britta Bjorkholm, segundo informações da agência Reuters.

Em 07 de janeiro de 2022, cinco defensores públicos da União, lotados em Goiás, enviaram uma recomendação ao Ministério da Saúde, em que solicitaram que algumas informações relacionadas à vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos tenham ampla publicidade em todo o Brasil. No documento, eles pedem que os pais e responsáveis sejam alertados de que “a Vacina COVID-19 COMINARTY/PFIZER ainda se encontra em fase experimental e que seu uso pode ocasionar miocardite e pericardite nas crianças, além de outras reações adversas que ainda não são conhecidas (informações contidas na bula do medicamento, mas que não é apresentada nos postos de vacinação)”, diz a recomendação. De acordo com o documento endereçado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, "o Parecer Público de Avaliação da Vacina COVID-19 COMINARTY/PFIZER da ANVISA que autorizou o registro definitivo da vacina no Brasil, é peremptório em afirmar que, apesar do registro definitivo, a citada vacina ainda está em sua fase experimental (“em desenvolvimento”), encontrando-se atualmente na fase III do ensaio clínico, cujo fim será em dezembro de 2023". (fonte:https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/defensores-publicos-publicidade-efeitos-adversos-vacina-criancas/)

Também sabemos que algumas vacinas fazem uso de células originárias de ABORTOS o que vai contra a moral e ética cristã e a impossibilidade de escolher qual a vacina tomar fere este DIREITO dos membros. "Com efeito, o uso lícito de tais vacinas não requer e não deve de modo algum implicar a aprovação moral da utilização de linhas celulares de fetos abortados. Portanto, pede-se tanto às empresas farmacêuticas como às agências de saúde governamentais que produzam, aprovem, distribuam e ofereçam vacinas eticamente aceitáveis, que não criem problemas de consciência  para os profissionais da saúde nem para quantos se devem vacinar." escreveu D. Giacomo Morandi Arcebispo Titular de Caere do Vaticano. (fonte: https://www.vatican.va/roman_curia/congregations/cfaith/documents/rc_con_cfaith_doc_20201221_nota-vaccini-anticovid_po.html?fbclid=IwAR0iKBsQPyHfPdwLLDNryTTnGoWEprR8YIZliOQHW8lsVzZ5h9Y5QRtGS88)

Por esses fatos;

Membros da IECLB (Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil) vem através deste DIZER NÃO A IMPOSIÇÃO DO "PASSAPORTE DA VACINA" PARA PARTICIPAR DAS ATIVIDADES NAS COMUNIDADES DA IECLB.




_______________________________________________________

anexo

272894087_3087262121562684_1063047168358923090_n1.jpg

Membros da IECLB    Contactar o autor da petição

Assine esta Petição

Ao assinar, autorizo que Membros da IECLB entregue a informação que estou a fornecer neste formulário a quem tem poder nesta questão.


OU

Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua assinatura. Para se assegurar de que recebe os nossos emails, por favor, adicione o info@peticao.online à sua lista de contactos ou à lista de remetentes seguros.

Tenha em atenção que não pode confirmar a sua assinatura respondendo a esta mensagem.




Publicidade Paga

Anunciaremos esta petição a 3000 pessoas.

Saber mais...